Constatando fatos 1

Enfim, o ano de 2020 chegou. Diante do novo calendário, com a boa fé em tudo de bom que desejamos para esse ano novo, as previsões são das melhores depois de uma série de adaptações do ano anterior. O governo brasileiro conseguiu ajustar vários pontos, naquilo que era da sua competência, e hoje já é possível dizer que, se assim continuar, teremos aqui pelo Amazonas uma retomada do emprego com maior vigor.

Depois de alguns anos em descaminhos que levaram o país, em 2017, a um número gigantesco de, aproximadamente, 14,2 milhões de desempregados, terminamos 2019 com pelo menos um milhão de pessoas a mais no mercado de trabalho com carteira assinada. Pelos números oficiais, a taxa de desemprego que há dois anos no Brasil chegou a 13,7%, começou a reduzir positivamente e chegou a 11,2% no trimestre encerrado em novembro do ano passado.

Para nós, em Manaus, esse movimento também começou a ser sentido não apenas nas expectativas, mas nos números, de acordo com os estudos do IBGE. A indústria, que é o motor da economia amazonense, começou a sair da ociosidade e muitas máquinas que estavam paradas voltaram a funcionar operadas pelas mãos dos nossos trabalhadores. Esse resultado ficou materializado na arrecadação recorde do Polo Industrial de Manaus (PIM).

Falo com otimismo sobre esses números, porque já fazia algum tempo que não via o termo econômico “recuperação” chegar de fato nos lares amazonenses. Claro, que é também verdade que há muito ainda a ser recuperado para tirar o país do abismo em que foi colocado. Mas, não se pode resolver tudo em apenas um ano de governo. Por isso, como eu já digo desde o começo, torcer pelo governo Bolsonaro é torcer para que o país dê certo.

David Almeida

deputado estadual da 15ª a 17ª legislatura, governador do Amazonas em 2017 e presidente estadual do partido Avante no Amazonas

Deixe uma resposta