Uma reflexão sobre 2019

Chegamos ao fim de mais um ano de luta na batalha da vida. Entre os altos e baixos dessa caminhada pela trilha de adaptações a qual fomos colocados, ao longo destes doze meses de 2019, vale sempre refletirmos sobre o que fizemos de bom e também aquilo que deixamos de fazer de melhor pela gente, por nossas famílias e nossas comunidades.

É certo dizer que as escolhas que fizemos, no ano anterior, interferiram nos resultados que esperávamos, de forma positiva ou negativa. Os desafios na educação e na saúde, por exemplo, são grandes amostras do que estamos falando para o conjunto da nossa sociedade. Muita coisa ficou por se fazer, ou por  acertar o ponto ideal, a fim de manter o nível que já estava ou quem sabe até avançar positivamente nesses setores estratégicos para a população.

Por outro lado, numa visão espacial mais ampla do conhecimento dos especialistas em economia, o ano deu sinais de recuperação, também fruto de decisões que tomamos em 2018 e no decorrer de 2019. Uma prova disso é a indústria nacional que voltou a funcionar com mais intensidade, ainda que num nível distante dos seus melhores períodos, mas já foi um belo sinal de que pode ficar ainda melhor, especialmente na geração de empregos.

Entre os passos da caminhada desse ano, podemos exaltar a perseverança, e a fé da nossa gente que sempre supera as tempestades. Somos um povo que não arreda o pé das nossas convicções e estamos sempre prontos para avançar como ser humano, como cidade, como estado, como nação. Por isso, vale muito olhar para o que foi feito e o que foi deixado por fazer, para melhorarmos no outro capítulo da vida que é esse tal de ano novo.

No mais, quero aproveitar a oportunidade para dizer que, entra ano e sai ano, sob olhar de Deus, temos a oportunidade de experimentar, errar e acertar. E, sempre que falhar, ganhamos a chance de corrigir. Por fim, desejo um ano bom para todos que buscam por ele. Que venha 2020.

Grande abraço!

Deixe uma resposta